05/03/2021 | Saúde

Prefeitura de Bauru segue a fase vermelha do Plano São Paulo

A Prefeitura de Bauru vai continuar seguindo a fase vermelha do Plano São Paulo. O município entrou com ação no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), no mês passado, para permitir o funcionamento de todas as atividades com o devido regramento, mas enquanto a ação está em tramitação, todas as orientações do Plano São Paulo estão sendo cumpridas.

A fiscalização de irregularidades em estabelecimentos também continua, assim como a fiscalização de eventos e festas clandestinas, ou qualquer tipo de aglomeração. A Secretaria de Saúde lembra que todos os estabelecimentos devem seguir os protocolos, e a população deve continuar usando máscara, lavando as mãos e, na impossibilidade disso, usando álcool gel, além de evitar aglomerações.

A população também pode fazer denúncias de irregularidades na Ouvidoria da Prefeitura de Bauru, que funciona todos os dias da semana, das 8h até meia-noite. O telefone é o (14) 3235-1156, que também funciona com WhatsApp, onde a pessoa é direcionada para o formulário da Ouvidoria. O site da Prefeitura de Bauru (www.bauru.sp.gov.br/ouvidoria), e o e-mail ouvidoria@bauru.sp.gov.br também recebem reclamações. Fora do horário da Ouvidoria, as denúncias devem ser feitas no 190 da Polícia Militar (PM).


ATIVIDADES PERMITIDAS

Na fase vermelha estão permitidas atividades das seguintes áreas, de acordo com o Plano São Paulo, a partir deste sábado, 6 de março de 2021

- Saúde (hospitais, clínicas, consultórios, laboratórios, clínicas odontológicas, farmácias)

- Alimentação (supermercados, açougues, padarias, lojas de suplementos e feiras livres), sendo vedado o consumo no local

- Serviços de segurança pública e privados

- Veículos de comunicação

- Construção civil e indústria

- Logística (empresas de locação de veículos, oficinas de veículos, transporte público, táxis, transporte por aplicativo)

- Abastecimento (produção agropecuária e agroindústria, transportadoras, armazéns, postos de combustíveis e lojas de materiais de construção)

- Serviços gerais (hotéis, lavanderias, serviços de manutenção e limpeza, serviços bancários, lotéricas, call centers, assistência técnica de produtos eletrônicos, bancas de jornais, e atividades religiosas)

- Restaurantes, lanchonetes e serviços de alimentação podem funcionar no sistema delivery e drive thru, sendo vedado o consumo no local

- Academias podem manter as atividades, pois há lei municipal que classifica como atividade essencial

No período de restrição, das 20h às 5h, o funcionamento destas atividades é permitido. Outras atividades não são permitidas. A fiscalização poderá autuar tanto as atividades não permitidas que estiverem em funcionamento como também as permitidas que não seguirem os protocolos determinados no Plano São Paulo para este período.

LOJAS
Já o comércio em geral não pode receber clientes, mas pode fazer venda pela internet, telefone ou aplicativos, e realizar entrega na casa do cliente. Escritórios devem trabalhar em formato remoto, e não podem receber público.